Boletim Brasileiro de Educação Física
http://boletimef.org

 Pesquisa personalizada

| 日本語 | Ελληνικά | Català | Deutsch | English | Español | Français | Italiano | Nederlands |
 
  Quem somos
  Fórum
  Boletim
  Biblioteca Digital
  Currículos
  Links
  Lançamentos
  Eventos
  Contato
  Assinatura
 
 
  Acompanhe o
  BoletimEF no:
Acompanhe as últimas notícias do BoletimEF no Twitter
Participe da comunidade do BoletimEF no Orkut
 
 -Assinatura
Cadastre seu e-mail para receber gratuitamente o Boletim
 
 -Apoio
CBCE
EEFD/UFRJ
 
 

Testes psicomotores na educação infantil – bateria psicomotora (BPM)

Como citar este trabalho:
FERREIRA, Heraldo Simões. Testes psicomotores na educação infantil – bateria psicomotora (BPM): um estudo de caso em crianças de uma escola particular. 2001. 100 f. Monografia (Especialização em Psicomotricidade) - Centro de Educação, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2001.
> Resumo  
O propósito deste estudo foi analisar a importância da avaliação psicomotora como instrumento de adaptação das crianças ao meio em que vivem, utilizando os testes psicomotores como forma de testagem do comportamento psicomotor das mesmas. Dada a relevância do tema em foco, este trabalho foi elaborado com o intuito de trazer uma reflexão sobre a necessidade de identificar e avaliar crianças como forma preventiva, detectando problemas psicomotores que possam dificultar a aprendizagem. Com isso o educador terá subsídios necessários para conhecer melhor o seu aluno, sabendo de suas necessidades e potencialidades psicomotoras. A pesquisa foi realizada durante as aulas de educação física do ensino infantil de uma escola particular. O referencial teórico utilizado foi selecionado da bibliografia que trata do assunto, com o objetivo de fundamentar esta análise. Este referencial está dividido em três partes: a primeira está dedicada a evolução da criança dos 4 aos 6 anos; a segunda parte trata dos fatores psicomotores; já a terceira é dedicada aos testes de perfil psicomotor. O estudo de caso tem caráter exploratório e utilizou-se para tanto uma pesquisa de campo. A coleta de dados realizou-se entre janeiro e maio de 2001. Para tanto, foi realizada a bateria de testes psicomotores (BPM) de Fonseca (1995) em 6 crianças de uma creche escola particular de Fortaleza, na faixa etária de 4 a 6 anos. O exame e a interpretação dos resultados seguiram a padronização da BPM. Também como instrumento para a coleta de dados foi utilizado um questionário (anamnese) respondido pelos pais das crianças envolvidas. As análises e interpretações dos dados coletados apontam algumas conclusões, entretanto, pelo universo e complexidade do tema, estas não podem ser generalizadas. Das 6 crianças avaliadas, 4 atingiram o perfil psicomotor normal e as outras 2 crianças obtiveram o perfil psicomotor bom, seguindo a escala de pontos da BPM, ou seja, são crianças sem grandes dificuldades psicomotoras que possam influenciar no comportamento.
 

Download do trabalho completo






 
 
Copyright© 2001-2014 Boletim Brasileiro de Educação Física BoletimEF - Home Topo